PATROCINIOS

(1 Vote)

alt

ENCHEI AS VASILHAS

"A fam�­lia est�¡ passando por uma das maiores crises de sua hist�³ria. Nos Estados Unidos, de cada 100 casamentos,

60 terminam em div�³rcio e 35 n�£o se separam por falta de coragem. Dos 5 casamentos que se salvam, 3 s�£o suport�¡veis e somente 2 s�£o verdadeiramente felizes.

Qual �© a raz�£o destes n�ºmeros alarmantes?

"E, ao terceiro dia, fizeram-se umas bodas em Can�¡ da Galil�©ia, e estava ali a m�£e de Jesus. E foi tamb�©m convidado Jesus e os seus disc�­pulos para as bodas. E, faltando o vinho, a m�£e de Jesus lhe disse: N�£o tem vinho. Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? ainda n�£o �© chegada a minha hora. Sua m�£e disse aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser. E estavam ali postas seis talhas de pedra, para as purifica�§�µes dos judeus e em cada uma cabiam dois ou tr�ªs almudes. Disse-lhes Jesus: Enchei d'�¡gua essas talhas. E encheram-nas at�© em cima. E disse-lhes: Tirai agora, e levai ao mestre-sala. E levaram. E, logo que o mestre-sala provou a �¡gua feita vinho (n�£o sabendo donde viera, se bem que o sabiam os serventes que tinham tirado a �¡gua), chamou o mestre-sala ao esposo". (S. Jo�£o 2:1 a 9)

Nos pa�­ses latinos, a realidade n�£o deve ser muito diferente da realidade americana. Talvez, aqui, na Am�©rica Latina, esses 60% que acabam em div�³rcio diminuam um pouco, e os 35% que n�£o se separam porque n�£o t�ªm coragem, aumentam.

Por que ser�¡ que a grande maioria dos casais fracassa?

�?s vezes o fracasso n�£o se torna p�ºblico; as feridas n�£o s�£o mostradas �  sociedade, aos amigos ou �  igreja. Mas a vida entra numa rotina asfixiante levando ao desespero. Por qu�ª?

Existem outros aspectos interessantes que merecem ser mencionados. Esses 100 casais chegam ao casamento desejando muito ser felizes. Desses casais, a grande maioria chega ao altar se amando muito, mas acaba na separa�§�£o ou na infelicidade.

Esses dados provam que para ser feliz no casamento, n�£o basta apenas querer ser feliz, ou apenas amar muito o noivo ou a noiva, porque se dependesse desses itens, a grande maioria dos casamentos daria certo.

Ent�£o, por que os lares n�£o s�£o felizes?

Quem sabe, voc�ª que est�¡ fazendo esta leitura �© uma senhora que a muitos anos atr�¡s, desfilou pelo corredor da igreja vestida de branco, carregando muitos sonhos. J�¡ se passaram cinco, dez, quinze anos desde aquele dia. E hoje eu pergunto:

- Onde est�£o os sonhos? Onde est�£o os castelos que voc�ª construiu?

Ou talvez voc�ª est�¡ com o seu casamento �  beira do colapso. A sociedade, os filhos e a igreja n�£o sabem... somente voc�ªs dois, marido e mulher, conhecem a situa�§�£o. Quando se uniram no altar, voc�ªs o fizeram com amor, desejando de todo cora�§�£o ser felizes. O que aconteceu?

Analisemos S. Jo�£o 2:1 a 9. Aquele casal de noivos em Can�¡ da Galil�©ia teve a brilhante id�©ia de convidar Jesus para o seu casamento. Felizes aqueles que hoje t�ªm certeza de que Jesus est�¡ presente em sua fam�­lia.

Quer dizer que se Jesus est�¡ presente na nossa vida, nunca teremos dificuldades?

Lembre-se: aquele casal convidou Jesus para estar em seu casamento. Mas a B�­blia diz que, de repente, o vinho acabou. O vinho simboliza gozo, alegria, felicidade. E tudo isso acabou naquela festa. Ser�¡ que nos lares onde Jesus est�¡ presente tamb�©m podem haver momentos turbulentos?

�?s vezes corremos o perigo de usar a B�­blia com demagogia.

Eu poderia lhe dizer agora: Se voc�ª acreditar em Jesus, nunca ter�¡ problemas; se entregar a vida a Jesus nunca ficar�¡ doente; se decidir seguir a Jesus nunca ter�¡ dificuldades financeiras. Mas n�£o. N�£o �© isso que a B�­blia afirma. Ela diz que Jesus pode estar presente no casamento, e mesmo assim, podem haver dificuldades e problemas.

Talvez voc�ª esteja se perguntando: Qual �©, ent�£o, a vantagem de ter Cristo?

Eu lhe respondo:

- O sofrimento na vida daqueles que n�£o t�ªm Jesus �© como a ferida purulenta; �© como a gangrena que vai devorando, levando �  loucura, ao desespero, e finalmente �  morte.

O sofrimento na vida dos que t�ªm comunh�£o com Cristo, �© como a ferida limpa que doe, sangra, mas sara. E com o tempo s�³ restam cicatrizes.

Voc�ª pode estar atravessando o vale de sombras de doen�§a, de enfermidade e de tribula�§�£o. Talvez voc�ª esteja com o cora�§�£o ferido. Ent�£o, quero lhe dizer em nome de Jesus que voc�ª pode sofrer, mas o sofrimento n�£o durar�¡ a vida toda.

Uma coisa �© sofrer com Cristo. Outra �© sofrer sozinho. Sozinho voc�ª se desespera, fica louco e pode at�© chegar ao suic�­dio. Com Cristo, voc�ª pode chorar, pode sangrar, mas sente um bra�§o poderoso sustentando sua vida.

Deus n�£o prometeu que Seus filhos nunca teriam dificuldades neste mundo. Ele prometeu que Seus filhos nunca estariam sozinhos.

Jesus estava no casamento em Can�¡ da Galil�©ia, mas mesmo assim aconteceu algo desagrad�¡vel na festa. As pessoas cometeram um erro. Elas podiam ter ir ao Mestre e dizer-lhe:

- Senhor, ajuda-nos. O vinho acabou.

Mas em lugar de procurar Jesus, pediram ajuda �  Sua m�£e, a santa virgem Maria.

Querido, precisamos ter em mente que quando Jesus est�¡ presente em nossa vida, somos capazes de enxergar a luz em meio � s trevas.

Vou tratar agora de um assunto muito delicado: a Santa Virgem Maria.

Como todos sabemos, o inimigo �© muito astuto. Ele n�£o quer crist�£os equilibrados. Ele quer nos levar ao fanatismo ou ao liberalismo. Isto �© certo com rela�§�£o a qualquer assunto da B�­blia.

Vejam, o inimigo leva muitos crist�£os que t�ªm a B�­blia nas m�£os, a pensar do seguinte modo: A virgem Maria n�£o �© importante. Ela foi uma mulher como qualquer outra. N�£o temos que ficar reverenciando-a; n�£o temos que falar muito dela, porque isso �© idolatria.

Meu amigo, se um crist�£o, com a B�­blia aberta, diz isso, ele n�£o sabe o que est�¡ dizendo. Porque a virgem Maria foi um ser humano sim, mas n�£o foi um ser humano comum. Ela foi uma mulher com uma experi�ªncia maravilhosa com Deus. Ela foi uma mulher de vida piedosa, exemplar.

Hoje, a figura da virgem Maria se levanta como um exemplo de vida, de entrega e de comunh�£o com Deus. Por isso, ela merece todo o nosso respeito e a nossa rever�ªncia. Merece que a amemos e que ensinemos mais da vida maravilhosa que viveu. Mas como j�¡ disse, o inimigo n�£o quer pessoas equilibradas. Ele tanto leva os crist�£os ao extremo de serem desrespeitosos com ela, como as engana e as leva para outro extremo.

Existe muita gente sincera e maravilhosa que pensa assim: A virgem Maria �© a nossa salvadora. Temos que ir a ela porque talvez ela possa nos salvar, possa resolver nossos problemas. Estamos passando por dificuldades? Vamos nos ajoelhar perante ela... ela pode resolver nossos problemas.

Estas pessoas agem desse modo com toda a sinceridade. No momento de desespero, procuram a ajuda da santa virgem Maria. E os crist�£os do outro extremo olham para elas com olhos acusadores e dizem:

- Voc�ªs s�£o id�³latras. Adoram um ser humano.

Eles ignoram a sinceridade com que estas pessoas est�£o procurando chegar a Deus.

No casamento de Can�¡ da Galil�©ia, as pessoas tinham Jesus presente, mas em lugar de ir a Ele, foram �  virgem Maria, e ela, com todo carinho lhes disse:

- Filhos, eu n�£o posso resolver esse problema, mas conhe�§o a �ºnica pessoa que pode fazer isso para voc�ªs. E os levou a Jesus. Se hoje ela estivesse viva, com certeza faria a mesma coisa.

A B�­blia afirma que a virgem Maria, por mais extraordin�¡ria e piedosa que tenha sido, precisava de um Salvador. Veja uma de suas ora�§�µes: "A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu esp�­rito se alegra em Deus meu Salvador". (S. Lucas 1:46 e 47)

Essa �© a ora�§�£o literal da virgem Maria; escrita e registrada na Palavra de Deus. Se ela precisava de um salvador era porque ela era um ser humano e n�£o tinha condi�§�µes de salvar ningu�©m.

Tudo bem, voc�ª pode estar me dizendo:

- Pastor, eu n�£o a tenho como minha salvadora. Ela s�³ �© a minha intercessora, minha intermedi�¡ria, minha mediadora.

"Porque h�¡ um s�³ Deus, e um s�³ Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem". (I Tim�³teo 2:5)

Isso �© o que diz a B�­blia. �? s�³ Jesus Cristo e mais ningu�©m. �? por isso que quando os homens no casamento de Can�¡ foram �  Maria pedindo ajuda, ela, com o maior carinho, os levou a Jesus. Jesus era o �ºnico capaz de resolver problemas.

Se a santa virgem Maria (a quem amo e respeito muito, porque quando Deus escolheu uma mulher para gerar Seu Filho neste mundo escolheu essa piedosa mulher), estivesse viva e hoje pudesse falar; quando uma pessoa fosse a ela pedindo ajuda, ela a abra�§aria, e lhe daria talvez um beijo de amor e com carinho lhe diria:

- Filho, eu agrade�§o pela sinceridade de cora�§�£o com que voc�ª vem a mim, mas n�£o posso fazer o que voc�ª me pede. Eu tamb�©m sou um ser humano. Eu tamb�©m preciso de um Salvador. Jesus �© o �ºnico mediador entre voc�ª e o Pai.

Voltemos agora ao casamento de Can�¡ da Galil�©ia e vejamos o que Maria disse aos homens:

- Voc�ªs querem que o problema da falta de vinho seja resolvido? Ent�£o, fa�§am tudo o que Ele vos mandar.

Esta �© a declara�§�£o mais bonita que a santa virgem Maria nos deixou. Se Ele mandar voc�ª ir para a direita, v�¡ para a direita; se Ele disser para ir para a esquerda, v�¡ para a esquerda. Por favor, n�£o tente mudar o que Ele mandou. Cumpra o que Ele ordenou.

N�³s, os seres humanos, n�£o temos humildade suficiente para ir �  B�­blia e fazer o que Ele nos manda. Estamos sempre tentando corrigir a Deus e tendemos a interpretar e colocar as nossas opini�µes. Quando o que est�¡ escrito combina com o que cremos, a�­ est�¡ tudo bem. Por�©m, quando n�£o encaixa com a nossa maneira de ser e de viver, ent�£o tratamos de fazer algumas modifica�§�µes que nos s�£o convenientes.

Mas a virgem Maria diz:

- N�£o fa�§a isso. Se voc�ª n�£o quiser criar problemas para voc�ª mesmo, fa�§a tudo o que Ele ordenou.

Sabe por que a virgem Maria deu este conselho? Porque muitas vezes as coisas que Deus nos pede parecem loucura.

Em Can�¡ da Galil�©ia os homens se dispuseram a obedecer a Jesus. E sabe o que aconteceu? Jesus lhes disse:

- Enchei essas vasilhas d'�¡gua!

Os homens olharam para Jesus e disseram:

- Senhor, Tu n�£o est�¡s entendendo nosso problema. O nosso problema n�£o �© a falta de �¡gua, e sim de vinho! Mas a virgem Maria tinha dito: "fazei tudo o que Ele vos mandar".

Deus muitas vezes vai nos pedir coisas que parecem incoerentes e loucura aos nossos olhos. Encher as vasilhas d'�¡gua, para qu�ª? N�£o precisamos d'�¡gua, precisamos de vinho. Mas n�£o discuta com Deus. Se Deus mandou encher as vasilhas d'�¡gua, obede�§a. Deus conhece o seu problema e quer solucion�¡-lo.

Os homens, meio incr�©dulos, encheram as vasilhas.

Ent�£o Jesus lhes disse:

- Podem servir.

Eles olharam as vasilhas e l�¡ dentro havia �¡gua.

Novamente Jesus lhes disse:

- Sirvam.

E eles pensaram: "Senhor, Te obedecemos at�© aqui, mas n�£o vamos continuar. Servir �¡gua em lugar de vinho �© a maior humilha�§�£o que um anfitri�£o pode passar".

Sabe, n�³s, os seres humanos, somos muito imediatistas. Queremos ver os resultados logo. E com Deus, � s vezes, as coisas n�£o funcionam desta maneira.

Um dia, um capit�£o leproso buscou a ajuda de Deus.

E o profeta lhe disse:

- Vai ao Rio Jord�£o, e mergulhe sete vezes.

Ele perguntou:

- N�£o h�¡ rios melhores em minha cidade?

Mas o servo lhe disse:

- Meu senhor, se Ele tivesse pedido coisas mais dif�­ceis, n�£o terias feito? O que custa obedecer a ordem do profeta? Por que n�£o entras na �¡gua?

E ele entrou uma vez e nada aconteceu. Entrou duas, tr�ªs, quatro, cinco, seis vezes e nada aconteceu. Naam�£ j�¡ estava saindo do rio dizendo:

- N�£o, isto �© tolice. Como eu, um homem culto, com t�­tulos acad�ªmicos, vou entrar nessa de crentes, de acreditar que a �¡gua vai me curar? N�£o, eu n�£o entro. Acreditei mas n�£o aconteceu nada. Vou embora.

E o servo lhe disse:

- Meu senhor, por favor. Voc�ª j�¡ entrou seis vezes. O que custa entrar mais uma vez?

Naam�£ entrou, e a B�­blia diz que quando ele saiu da �¡gua, sua carne estava completamente curada, terna como a pele de um beb�ª.

Assim s�£o as coisas com Deus. Voc�ª n�£o pode aceitar Jesus esperando que seus problemas acabem imediatamente.

Voltemos a Can�¡ da Galil�©ia.

Talvez voc�ª n�£o esteja entendendo a magnitude do problema daquele casal.

Naquele tempo, se um casal fizesse uma festa de casamento e acabasse o vinho, esta seria a maior vergonha que uma pessoa poderia passar na vida.

Esta hist�³ria, �© a hist�³ria de um casal �  beira da desgra�§a, e um milagre divino transformou a �¡gua em vinho e resolveu o problema.

Eu pergunto:

- Aquele Jesus que teve poder para transformar a �¡gua em vinho, n�£o tinha poder para encher as vasilhas? Claro que tinha.

Por que ent�£o ordenou que enchessem as vasilhas d'�¡gua?

Aqui est�¡ a participa�§�£o humana. Deus n�£o pode for�§ar ningu�©m. Ele pode transformar sua vida e fazer milagres. O que Ele n�£o pode fazer �© entrar em seu cora�§�£o sem a sua licen�§a.

Voc�ª tem que abrir o cora�§�£o a Ele. Voc�ª tem que encher a vasilha d'�¡gua.

Para Deus, n�£o importa a dist�¢ncia que voc�ª est�¡ dEle. N�£o importa o tamanho do seu problema. N�£o importa qu�£o baixo voc�ª caiu.

O milagre �© com Deus. A decis�£o �© com voc�ª.

Ao longo da minha vida tenho visto marginais, prostitutas, homossexuais, ateus, agn�³sticos caindo aos p�©s de Cristo. Hoje, s�£o homens e mulheres transformados pelo poder de Deus.

N�£o h�¡ nada que Deus n�£o possa fazer. N�£o h�¡ �¡gua que Ele n�£o possa transformar em vinho. O Cristo de Can�¡ da Galil�©ia vive, e est�¡ perto de voc�ª embora n�£o possa v�ª-lo.

Jesus est�¡ chegando; est�¡ batendo �  porta de seu cora�§�£o. Mas Ele n�£o pode entrar sem que voc�ª diga sim. N�£o existe outra maneira de voc�ª receber o grande milagre da transforma�§�£o a n�£o ser pela sua decis�£o a favor de Cristo.

Se voc�ª sente que seus sonhos est�£o caindo, deixe que Jesus os reconstrua. Se voc�ª sente que deve abrir o cora�§�£o a Jesus, n�£o espere mais. D�ª a Ele uma oportunidade. Entregue-se a Jesus e deixe-O consertar as coisas erradas em sua vida. � 

� 

PR. ALEJANDRO BULL�?N� 

Fonte: � sermoes. com. br

OUVIR NO CELULAR

      


ASSISTA VIDEO Pr ROBERVAL

ASSISTA AGORA  VIDEO PASTOR

 CLICK NESSE LINK EM VERMELHO

https://youtu.be/9CX0ELb7XLI

PATROCINIO

Estatisticas

OBRIGADO PELO SUA VISITA.
225919
HojeHoje45
OntemOntem47
Esta semanaEsta semana45
Este m�ªsEste m�ªs844
Todos os diasTodos os dias2259195
QUE DEUS O ABENÃ??OE